A crioterapia e a termoterapia são procedimentos fisioterápicos realizados com a finalidade de tratar lesões e reduzir a dor. A principal diferença entre as duas técnicas é que uma resfria a área machucada, enquanto a outra esquenta. Ambos tratamentos podem ser realizados com fins estéticos, através do uso de aparelhos específicos, combatendo a gordura localizada, celulite e a flacidez, por exemplo.


Crioterapia


A crioterapia deve ser realizada com a orientação do fisioterapeuta ou dermatologista, conforme o tratamento do paciente. Dessa forma, o procedimento pode utilizar gelo picado ou em pedra, envolto em um pano, com bolsas térmicas, géis ou aparelhos específicos, principalmente no caso da crioterapia com fins estéticos. Nos casos de lesões a crioterapia é recomendada porque resfria a região inflamada fazendo com que os vasos sanguíneos fiquem mais estreitos, diminuindo o inchaço, o metabolismo e também os avisos de dor enviados pro cérebro. Assim, o fisioterapeuta consegue, por exemplo, movimentar e trabalhar a lesão de músculos.


Esta técnica fisioterápica também pode ser feita em banho de imersão com água gelada, uso de spray ou, até, com nitrogênio líquido. No entanto, independente da técnica escolhida, o uso de gelo deve ser interrompido em caso de desconforto intenso ou perda da sensibilidade. O tempo de contato do gelo com o corpo nunca deverá ser superior a 20 minutos, para não queimar a pele.

Termoterapia


Neste caso, os profissionais da fisioterapia fazem uso de lâmpadas infravermelhas, turbilhões, ultrassom, entre outros. É com esses instrumentos que os profissionais da saúde conseguem tratar desde lesões superficiais até as mais profundas. Na termoterapia, o calor aplicado no corpo do paciente tem a intenção de aumentar a quantidade de sangue na região machucada. Isso faz com que os vasos sanguíneos sejam dilatados e o fluxo de sangue aumente. As altas temperaturas também deixam a área mais flexível, diminuindo o risco de rompimento de músculos, tendões e ligamentos.

Em quais casos os tratamentos são indicados?


- Crioterapia


Lesões musculares, como, por exemplo, entorses, pancadas ou manchas roxas na pele;

Lesões ortopédicas, como no tornozelo, joelho ou coluna;

Inflamação dos músculos e das articulações;

Dores musculares;

Queimaduras leves;

Tratamento de lesões causadas pelo HPV, devendo ser recomendado pelo ginecologista.

- Termoterapia


Retenção de líquidos e toxinas do corpo, por promover a sudorese;

Para facilitar a entrada de cosméticos ou enzimas aplicadas na pele;

Ajuda na quebra de gorduras corporais.

Se você já atua na área da fisioterapia de forma autônoma, realiza os procedimentos mencionados acima, mas, deseja ampliar sua situação financeira e ver seu negócio crescer esse é o momento para começar sua especialização em Empreendedorismo, Gestão e Inovação no Instituto Monte Pascoal. Seja um (a) especialista no assunto e se destaque no mercado de trabalho.



Fonte: Tua Saúde, Minha Vida e Magalu

Imagem: 123RF