A hérnia de disco se caracteriza pelo abaulamento do disco intervertebral, causa que pode provocar sintomas como, por exemplo, dor nas costas, queimação, formigamento e perda da mobilidade. As hérnias mais recorrentes nas pessoas são a lombar, na qual, se localiza na região inferior das costas, e cervical na região do pescoço. Também há a hérnia de disco torácica, presente na região mediana das costas. Em qualquer uma delas, a melhor opção é realizar o tratamento fisioterapêutico em que o profissional conta com vários procedimentos capazes de aliviar as dores e trazer maior qualidade de vida para os pacientes.

Na fisioterapia, o paciente com hérnia poderá receber tratamentos que envolvem a realização de exercícios de alongamento e fortalecimento, equipamentos eletrônicos, uso de compressa quente, além de outras técnicas que podem ser úteis como o pilates, hidroterapia, RPG e a tração na coluna. A intenção é que os recursos utilizados possam combater a dor e trazer de volta o equilíbrio e bem-estar da pessoa.

Benefícios


O tratamento fisioterapêutico para hérnia discal tem como benefícios:

Alívio da dor nas costas e a dor irradiada para braços ou pernas, por exemplo;

Aumento da amplitude dos movimentos;

Maior resistência física;


Evitar a cirurgia na coluna;

Reduzir o consumo de medicamentos para controle da dor.

Procedimentos que podem ajudar a tratar a hérnia de disco


Antes de recomendar os procedimentos o fisioterapeuta irá avaliar o paciente e prescrever as melhores opções de tratamento que se encaixam na situação que a pessoa com hérnia de disco se encontra. Algumas possibilidades de tratamento são:

- Exercícios de alongamento


Desde o início das sessões de fisioterapia são recomendados os exercícios de alongamento. Essa prática é importante para aumentar a flexibilidade, normalizar o tônus muscular e reorganizar as fibras musculares sendo também excelentes para melhorar a postura corporal no dia a dia.

- Exercícios de fortalecimento


Os exercícios de fortalecimento são indicados para pacientes que não apresentam dor intensa e ajudam a fortalecer grupos musculares que se encontram fracos ou desequilibrados. Pilates clínico e hidroterapia podem ser indicados para esses casos por manter as costas eretas e trabalhar a força do abdômen, protegendo também a coluna.

Os exercícios de RPG apesar de serem monótonos são de grande ajuda também, sendo uma das melhores opções para que o paciente evite uma cirurgia de hérnia de disco.

- Eletrotermofototerapia


Aparelhos como ultrassom, corrente galvânica, TENS e laser podem ser usados como anti-inflamatórios que ajudam a aliviar os sintomas, diminuindo a dor e o desconforto na coluna. Eles devem ser aplicados conforme as necessidades do paciente, e a sua duração varia entre 8 a 25 minutos, por cada área de tratamento.

- Calor


Este calor pode ser proporcionado por bolsas ou toalhas aquecidas ou luz de infravermelho, por exemplo, durante certa de 20 minutos. Essas opções servem para aliviar a dor nas costas e preparar o corpo para uma massagem, pois, aumenta a circulação sanguínea e a chegada de mais nutrientes aos tecidos.

- Técnicas osteopáticas


Conhecida também como técnicas de manipulação, podem ser realizadas na coluna e servem para diminuir a pressão sobre a coluna e realinhar todas as estruturas do corpo, causando sensação de maior leveza e facilidade de realizar movimentos. Cada sessão de osteopatia dura cerca de 60 minutos.

Se você já atua na área da fisioterapia de forma autônoma e deseja ampliar seu negócio e ampliar seus recursos financeiros, esse é o momento certo para começar sua pós-graduação em Empreendedorismo, Gestão e Inovação no Instituto Monte Pascoal. Aprimore seu conhecimento em empreendedorismo e se destaque no mercado de trabalho.



Fonte: Tua Saúde e Phisio Trainer

Imagem: 123RF