A endermologia, endermoterapia ou vacuoterapia, como também é chamada, é um tratamento estético realizado por meio de uma massagem profunda, na qual, ao invés de usar somente métodos manuais o procedimento é feito com a associação de aparelhos específicos. O objetivo desta técnica é promover a eliminação da celulite e da gordura localizada, seja na barriga, pernas ou braços da pessoa, já que o equipamento utilizado estimula a circulação sanguínea. O procedimento também serve para deixar a pele tonificada; melhorar a silhueta; após cirurgia plástica; para combater a retenção de líquido; descolamento de cicatriz aderida, causa comum em cicatriz após o parto cesáreo; entre outras funções.

A massagem profunda obtida com a técnica de endermologia é possível graças a associação de vácuo / pressão negativa, gerado por uma bomba, com manobras de massagem feitas com a técnica de "palpação e rolamento", propiciada por ventosas ou cabeçotes adequados. Toda esta técnica surgiu na França entre as décadas de 1970 e 1980, com aparelhos tecnicamente inferiores se comparado aos que existem atualmente. e chegou ao Brasil há pelo menos 20 anos. Nos dias de hoje, o tratamento de endermoterapia conta com várias opções de modelos e marcas de aparelhos.

Quais profissionais podem aplicar a endermologia?


Normalmente, o tratamento de endermoterapia é realizado por esteticistas, fisioterapeutas ou profissionais da saúde especializados em saúde estética. Por não se tratar de um tratamento médico, na maioria dos casos a pessoa que busca a técnica não precisa passar por uma consulta médica.

O procedimento


Geralmente, a endermologia é feita pelo profissional através de um aparelho específico de vácuo e ultrassom que estimula o fluxo de sangue, desmancha os nódulos de celulite e elimina as toxinas. A técnica também pode ser usada com ventosas de vidro ou de silicone sendo mais fácil e utilizada em atendimentos home care.

Além disso, a pele do paciente que irá realizar o procedimento deve estar limpa e a depilação com cera deve ser evitada pelo menos dois dias antes da sessão de endermologia, pois, há possibilidade de machucar e sensibilizar a pele. Outra indicação é o uso de uma roupa específica, o fato corporal, que dá maior aderência do aparelho à pele e ajuda no seu deslizamento.

Ação da endermologia


A endermologia age ativando o sistema linfático, a partir da drenagem dos líquidos feita pelo aparelho, e estimulando os fibroblastos do tecido conjuntivo, que fica localizado na derme, a produzir colágeno, substância que ajuda a dar o aspecto de firmeza à pele. Há também atuação sobre o tecido adiposo, que segundo a dermatologista Ursula Metelmann, consegue quebrar certas células de gordura em processo de envelhecimento. A endermologia faz ainda uma esfoliação que elimina as células mortas e devolve à pele o seu brilho natural.

Número de sessões


Os resultados da endermoterapia surgem após 10 a 15 sessões de 30 minutos, sendo recomendado realizar cerca de duas vezes por semana. Porém, a quantidade de sessões pode variar de acordo com o objetivo do tratamento e tamanho da região a ser tratada.

Contraindicação


Apesar de ser considerado um procedimento seguro, a endermoterapia estimula a circulação sanguínea, portanto, não é recomendada para pessoas que possuem infecções ou inflamações ativas ou para aquelas que contêm histórico de trombose, varizes ou problemas relacionados com a circulação sanguínea. Mulheres grávidas também não devem realizar o procedimento.

O tratamento de endermologia não causa complicações, porém, pode ser que o paciente tenha maior sensibilidade ou apareça hematomas por causa do processo de sucção realizado na região tratada. Nesses casos, a pessoa deve informar todas essas reações ao profissional que realizou o procedimento.

Tratamentos que podem ser feitos em conjunto com a endermoterapia


O recomendado é que a endermologia seja feita, pelo menos, em dias alternados, dessa forma, a drenagem linfática pode ser realizada no intervalo, acelerando os resultados. A drenagem linfática ajudará a reduzir medidas e celulite, eliminando os líquidos retidos. A utilização de equipamentos de ultrassom, infravermelho e radiofrequência também podem estar associados com o objetivo de melhorar o contorno corporal.

Se você atua na área da fisioterapia de forma autônoma, já realiza o procedimento de endermologia nos seus clientes, mas, seu grande impasse está na melhor maneira de empreender e levantar seu negócio, assim como sua vida financeira, talvez esse seja o momento de aprimorar seu conhecimento. E, nada melhor do que iniciar sua pós-graduação em Empreendedorismo, Gestão e Inovação no Instituto Monte Pascoal. Seja um (a) especialista no assunto e se destaque no mercado de trabalho.



Fonte: Minha Vida e Tua Saúde

Imagem: 123RF