A quarentena devido a pandemia do novo coronavírus tem como medida o isolamento social para que a propagação do vírus seja evitada. No entanto, o tempo ocioso faz com que várias pessoas passem boa parte do tempo sentadas ou deitadas e com isso as dores nas costas costumam aparecer com mais frequência.


De acordo com o fisioterapeuta, Rafael Barbosa, o isolamento social pode diminuir o nível de atividade física, e também aumentar os níveis de ansiedade e piorar a qualidade do sono. Todos esses fatores contribuem para o surgimento ou persistência da dor lombar. "A principal recomendação é manter-se ativo. Praticar atividade física regular é o melhor remédio para a dor lombar", acrescenta o especialista.

Apesar de não ser possível frequentar a academia e ou, centros de fisioterapia, assim como sair de casa para se exercitar ao ar livre, Barbosa afirma que é possível cuidar da coluna durante o isolamento social adotando os seguintes hábitos:

Evitar permanecer deitado por muito tempo durante o dia;

Alongar diariamente pescoço, braços, tronco e pernas;

Não deixar o serviço doméstico acumular e fazê-lo de uma só vez;

No home office ou estudos, não ficar sentado por mais de 40 minutos seguidos;

Dormir bem e o suficiente para repor as energias;

Evitar ficar tenso diante do estresse e ansiedade provocados pelo momento.

Exercícios para fazer em casa


Segundo o professor de Educação Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Cassiano Merussi Neiva, indica duas modalidades de exercícios para aliviar a tensão lombar. "Eles devem ser realizados "de 3 a 4 vezes por semanas, divididos em dias alternados", recomenda.

Modalidade 1 - exercícios resistidos:

Flexão de braços no chão;

Agachamento;

Abdominal;

Prancha.


Modalidade 2 - exercícios aeróbicos:

Pular corda;

Fazer um percurso de caminhada dentro de casa;

Corrida - pode ser em um corredor ou no quintal de casa, se houver espaço.

Antes de iniciar e ao terminar os exercícios, Neiva ressalta que deve-se alongar pescoço, tronco, braços e pernas.


Home Office


Estudar e trabalhar em casa durante o isolamento social pode ser mais desgastante que o normal, principalmente se a pessoa não tiver um ambiente agradável e confortável. Para evitar um maior desconforto, a fisioterapeuta Priscila Manciopi recomenda:

Fazer uma pausa de 5 minutos a cada 40 minutos;

Deitar por 5 minutos a cada hora trabalhada também ajuda a liberar a tensão muscular;

Preparar o corpo antes de iniciar o expediente, alongando braços e pernas;

Alongar ombros, punhos e panturrilhas.


Se você atua na área da saúde e deseja ampliar seus estudos comece sua pós-graduação na Monte Pascoal. São diversas especializações para você aprimorar seu conhecimento e fazer a diferença no mercado de trabalho.



Fonte: G1

Imagem: Google