Diante de inúmeras profissões na área da saúde a fisioterapia vêm se desenvolvendo e tomando seu próprio espaço mas, ainda precisa ser valorizada tendo em vista que o profissional auxilia em diversos tratamentos não apenas limitando-se a problemas ortopédicos. O Fisioterapeuta também é importante no âmbito hospitalar, onde em muitos casos realizam procedimentos de alta complexidade como, por exemplo, nas Unidades de Terapia Intensiva, centros cirúrgicos, urgências e enfermarias.

A Fisioterapia na reabilitação tem papel fundamental, pois desenvolve uma assistência humanizada e especializada voltada ao paciente visando a total ou parcial recuperação. Neste âmbito o profissional da saúde atua no tratamento e prevenção de alterações cinético-funcionais como nos distúrbios músculo-esqueléticos, neurológicos, pediátricos, respiratórios, ginecológicos, oncológicos, dentre outros. O trabalho dos fisioterapeutas no tratamento de pacientes que estão em situação de internação resulta no menor tempo de permanência no hospital, diminuindo as chances de infecções hospitalares, síndromes de imobilismo, minimizando os custos com as medicações, oxigênio e oferecendo uma melhora do quadro clínico do paciente, bem como de sua qualidade de vida, utilizando os aparelhos de fisioterapia adequados.

Para o tratamento com o objetivo de reabilitar o paciente o fisioterapeuta tem como principais instrumentos de trabalho suas mãos. O processo de reabilitação é definido como global que se une ao dinamismo com objetivo de recuperação física e psicológica da pessoa portadora de deficiência, visando a melhoria do quadro clínico. É importante levar em conta os aspectos complementares do paciente, como seu espaço social, sua formação acadêmica, emprego, lazer, moradia e entre outros. Também vale ressaltar que a fisioterapia não é apenas reabilitar, mas sim reintegrar novamente o indivíduo ao seu convívio social. Em certas situações nem sempre haverá cura total e o paciente deve passar pelo tratamento necessário dependendo do que o levou a buscar auxílio, entretanto sempre haverá uma etapa para melhorar e evoluções constantes.

O Fisioterapeuta atua diretamente na reabilitação, prevenção e promoção da saúde e não se restringe apenas a hospitais e clínicas, como também pode atuar em Unidades Básicas de Saúde (UBS), no domicílio de pacientes e também no ambiente de trabalho. O objetivo é sempre treinar as habilidades motoras já conservadas pelo paciente, recuperando capacidades motoras que foram perdidas dentro do limite do indivíduo, treinar novas formas de adaptação ao ambiente, orientar paciente e a família sobre formas de higiene e adaptações que são necessárias para compor o tratamento. Além disso, melhora a qualidade de vida auxiliando assim a reintegração do indivíduo em seu meio social, escola, faculdade ou local de trabalho.

Os resultados do tratamento são diferentes, porque depende do grau do dano da patologia apresentada, ou seja, se é permanente, progressiva, extensão da lesão, idade do paciente, histórico de patologia do mesmo, estado mental, motivação e condições financeiras. Pesquisas apontam que os exercícios Fisioterapêuticos podem significar muito mais do que apenas uma reabilitação física, mas também uma reabilitação mental e social para o paciente que se vê capaz de cumprir atividades de vida diária de maneira independente significando muito, sentindo-se mais autossuficiente e feliz consigo mesmo eliminando problemas como ansiedade e até mesmo depressão. O apoio da matriz familiar e de amigos durante o processo é muito importante, pois assim, o paciente irá ter o incentivo necessário para sua recuperação da melhor forma possível.

O profissional de Fisioterapia deve ter uma conduta focada em buscar a evolução do paciente independente de qualquer circunstância para que o mesmo consiga alcançar seus próprios objetivos. Sendo assim, sabe-se que a reabilitação muitas vezes é um processo contínuo e cansativo para o paciente, entretanto há ganhos enormes quando se trata da sua saúde física/mental fazendo com que haja reintegração para sua vida.

Se você já atua na área da saúde e deseja aprimorar seus estudos e ser um profissional ainda mais capacitado comece sua pós graduação na Incursos. Veja qual dos cursos de especialização combina mais com você e amplie seu conhecimento.



Fonte: Terra

Imagem: Freepik