É no inverno que os principais sintomas da Artrite Reumatoide se tornam mais intensos, como o enrijecimento das articulações e a dor ao fazerem pequenos movimentos. Esse período pode, portanto, se tornar mais complicado para os que sofrem com a doença.

A Artrite Reumatoide se trata de uma doença inflamatória autoimune, e sua principal característica é a inflamação das articulações e, caso não haja tratamento adequado, pode levar à destruição das juntas, causando deformidades nas mesmas e limitações no trabalho diário e durante a prática de atividades físicas.

A Artrite Reumatoide é predominante no sexo feminino, com ênfase para a faixa dos 40 a 50 anos. Cerca de 1% da população mundial e de 1 milhão e 700 mil pessoas no Brasil é afetada por essa doença, que não tem cura e pode ser considerada incapacitante.

A vida dos pacientes sofre influências negativas no inverno principalmente no que diz respeito a agilidade para o despertar do dia e no início de suas atividades rotineiras, isso porque os pacientes se sentem mais confortáveis em continuarem aquecidos do que enfrentar o frio, já que a dor é mais intensa em temperaturas mais baixas.

O tratamento da Artrite Reumatoide envolve aliviar a dor, reduzir a inflamação e proteger as estruturas articulares. "Os médicos recomendam repouso, fisioterapia e exercícios, associados ao uso de vários medicamentos. Geralmente são usados anti-inflamatórios não hormonais e corticoides. "


Fontes de conteúdo: Portal da Enfermagem, Tribuna PR

Fonte de imagem: Google