Não faltam benefícios relacionados à drenagem linfática. Sendo uma massagem terapêutica, a drenagem linfática atua de modo preventivo no combate à celulite e ajuda a limpar toxinas que formam os nódulos de gordura, elimina o inchaço do corpo, aumenta a oxigenação da pele em curto prazo e nos deixa com a aparência mais saudável, além de melhorar a circulação sanguínea.


Ainda que seja um procedimento simples, e até recomendado em casos pós-operatórios, não faltam dúvidas sobre a drenagem linfática, e diante disso, muitos mitos surgem sobre o assunto. Visto isso, segue abaixo uma lista para esclarecer os mitos mais comuns e as verdades para sanar algumas dúvidas sobre esse tipo de massagem, que é uma das mais comuns e procuradas do mercado:


  • 1- Qualquer pessoa está apta para realizar profissionalmente a drenagem linfática.
    Só estão aptos a realizarem o procedimento os fisioterapeutas, esteticistas ou profissionais com cursos técnicos na área.



  • 2- A drenagem ajuda a diminuir a celulite.
    Verdade. Uma das causas da celulite é a retenção de líquidos, e é nisso que a drenagem ajuda. Contudo, a drenagem funciona de maneira realmente efetiva no início do problema, eliminando o excesso de líquidos e quebrando o ciclo que leva à celulite, mas para tratar os furinhos já existentes, é ideal a busca de outros tratamentos para atuarem em conjunto com a drenagem linfática.


  • 3- Drenagem emagrece.
    Esse tipo de massagem atua na eliminação de líquidos retidos e na liberação de toxinas, mas não na perda de gordura. Ou seja, a drenagem linfática não faz com que você emagreça realmente.


  • 4- Quem tem problema venoso não pode fazer.
    Verdade. Quem tem problemas como Trombose, por exemplo, não deve realizar esse procedimento, mas a consulta com um médico é sempre indicada antes de tomar qualquer decisão de tratamento.



  • 5- Beber água antes da drenagem potencializa os efeitos da massagem.
    Verdade. Antes e depois da massagem, a água ajuda a melhorar a retenção de líquido e eliminar toxinas, mas é um mito acreditar que quem sofre com inchaço não deve beber muita água, já que ela é sempre importante, independente da condição.


  • 6- Grávidas não podem fazer drenagem linfática.
    Ao contrário. O procedimento é bastante indicado durante a gravidez porque a retenção de líquido se torna maior nesse período. Conduto, a técnica não deve ser realizada sem autorização médica.


  • 7- Fazer drenagem linfática é dolorido.
    Quando a drenagem linfática é bem feita, não deve ocasionar dor ou deixar hematomas, já que a massagem não precisa de muita pressão para ser realizada, porque os líquidos que circulam nos vasos linfáticos ou entre células percorrem na superfície e de maneira lenta.


  • 8- Toda drenagem linfática causa vontade de urinar.
    Isso nem sempre ocorre. Algumas pessoas sentem vontade de urinar porque possuem uma quantidade de retenção líquida, mas isso não é uma regra.


  • 9- A drenagem linfática acaba com a acne.
    A drenagem pode ajudar a melhorar o problema com acne, porque elimina toxinas do corpo. No entanto, dizer que ela é responsável pela eliminação de cravos e espinhas é um mito. O tratamento adequado para esse problema deve ser indicado por um dermatologista.



  • 10- Drenagem ajuda a melhorar sintomas de TPM.
    Verdade. A retenção de líquidos, que causa inchaço, é um dos sintomas da TPM. Além disso, a massagem ajuda no controle da ansiedade, por ter efeito relaxante.


Fontes de conteúdo: Dicas de Mulher, O Globo, Personare


Fonte de imagem: Google