Todas as pessoas que praticam exercícios físicos estão em busca dos melhores resultados, e na verdade todos nós deveríamos praticar alguma atividade física, pois elas são capazes de melhorar muito a nossa qualidade de vida, o que vai bem além de motivos estéticos.

No entanto, existem alguns mitos que cercam o "mundo fitness", e essas informações erradas podem nos fazer perder tempo e esforço, ou até prejudicar nosso treino diário e nossa saúde física. Visto isso, seguem abaixo 8 dos principais mitos sobre as atividades físicas:


  • 1- O aparelho cardio está contando as calorias que você está queimando.
    Aquele número de calorias exibido no painel da sua esteira (ou qualquer outro aparelho) quando você está se exercitando não está correto. A queima de calorias varia de pessoa para pessoa, dependendo de fatores como o percentual de gordura corporal e o metabolismo de cada um.

  • 2- As mulheres não devem levantar pesos, caso o contrário, ficarão com músculos muito volumosos.
    As mulheres possuem excesso de estrogênio, que dificulta a formação de uma grande quantidade de massa muscular, enquanto os homens adquirem maior massa muscular mais rapidamente, porque eles possuem cerca de vinte vezes mais testosterona que uma mulher.
    Além disso, o treinamento de força ajuda a diminuir a gordura corporal, aumentar a massa muscular magra e queimar calorias de forma mais efetiva. Assim, esse tipo de treinamento é recomendado tanto para os homens quanto para as mulheres.

  • 3- Monitores de frequência cardíaca permitirão que você saiba o quanto você está se esforçando.
    Monitoramento de frequência cardíaca é uma ciência imperfeita. Quem lhe dirá melhor o quanto você está aplicando esforço em um exercício é o seu próprio corpo, e não um dispositivo eletrônico. Aprenda a conhecer o seu limite e os sinais do seu corpo, pois a frequência cardíaca pode não te dizer muito dependendo do tipo de exercício que você está fazendo.

  • 4- O seu peso é tudo que importa!
    É comum as pessoas acabarem de fazer exercícios físicos e irem correndo atrás de uma balança para verificarem se houve uma mudança no peso, e em alguns casos isso não acontece mesmo após dias de treino, o que pode causar um certo desestímulo.
    A questão é que mesmo quando isso ocorre, depois de alguns meses de exercícios físicos estamos significantemente mais saudáveis por reduzirmos fatores de riscos como os níveis de açúcar no sangue. Mesmo que você não esteja perdendo peso de forma tão rápida quanto gostaria, sua saúde está melhorando, o que é o mais importante.

  • 5- "No Pain, No Gain" (sem dor não há ganho).
    Sentir desconforto após exercícios é algo natural, mas excesso de dor não. Sentir dores musculares após exercícios pode significar lesão. Esse mito persiste porque geralmente as pessoas confundem o aumento de resistência com sentir dor. Os treinos devem sim serem desafiadores e estimulantes, mas se você estiver sentindo muita dor, deve parar. Se essa dor persistir por muito tempo, o ideal é que você procure um médico e fisioterapeuta.

  • 6- O alongamento antes do exercício evita lesões.
    Este fato é controverso, e os pesquisadores ainda não chegaram a uma conclusão. No entanto, devemos entender que alongamento é diferente de aquecimento. É muito importante se aquecer antes de praticar exercícios que levam ao cansaço físico, e isso pode evitar lesões, mas o alongamento em específico possui poucos benefícios, e no pior dos casos pode prejudicar seu desempenho, conforme estudo da Universidade de Northampton.

  • 7- É preciso tomar suplementos para construir músculos.
    Os suplementos podem te ajudar caso você seja um fisiculturista ou alguém que treina muito pesado, mas as pessoas que treinam duas ou três vezes por semana (a maioria de nós) não precisam tomar creatina ou shakes de proteína para construir músculos. A proteína necessária para aumentar a nossa musculatura pode facilmente ser adquirida através de uma alimentação balanceada.


  • 8- Se você nunca teve o hábito de se exercitar, não poderá se exercitar quando ficar mais velho.
    Na verdade nunca é tarde para começar a se exercitar, você apenas precisa ter cuidado e respeitar o seu corpo. Em 2009, um estudo da Universidade Hebraica de Jerusalém realizado com mais de 1.800 idosos apontou que os idosos que começaram a se exercitar são mais propensos a viver mais tempo e de forma mais saudável. É preciso apenas que cada um encontre um treino adequado para a sua idade e condição.

Fontes de conteúdo: Hypescience, Índice de saúde

Fonte de Imagem: Google