Quando tinha 19 anos, a australiana Lauren Watson sofreu um acidente de carro que a deixou paralisada da cintura para baixo. Uma grave lesão na coluna provocou a perda dos movimentos da perna e fez com que ela precisasse passar seis meses no hospital, reaprendendo a se movimentar. Mas se você acha que ela se conformou com sua condição, está enganado.

Na busca de atividades com que pudesse se distrair, Lauren passou por uma acrobata que fazia uma performance em tecidos, em meio a um shopping. A sutileza dos movimentos encantou a moça, que decidiu que tentaria aprender a fazer as acrobacias, mesmo que isso lhe custasse anos de prática.

E foi o que aconteceu, após meses em busca de uma escola que a aceitasse, Lauren passou seis meses só tentando escalar o tecido. Mas dois anos após o primeiro contato com a arte circense, ela já conseguia fazer movimentos básicos adaptados a sua condição.

Fonte: Fisioterapia.com